Eliane da Cruz Oliveira Vieira da Silva

 

Qual é seu nome? Eliane da Cruz Oliveira Vieira da Silva
Em qual país, estado e cidade você nasceu? Brasil,Rio de Janeiro.
Como foi sua infância ? Conte fatos marcantes. Eu quando era criança com meus 4 a 5 anos que eu comecei a perceber que eu era diferente das outras crianças pois quando tinha umas_x000D_
brincadeiras de correr todo mundo ria de mim, as outras crianças comecei a perceber que era diferente e para que não acontecesse mais isso, passei a não participar das brincadeiras de correr, só participava das brincadeiras em que eu ficava sentada, ai dessa forma todos brincavam comigo sem rir de mim,poisriam sem maldade achavam engraçado meu jeito de correr._x000D_
Lembro de uma escada gigantesca que eu subia sozinha sem a ajuda de ninguém, ficava tão cansada que tinha vontade de me joga e cair para entao quem sabe ter uma ajuda.
Como foi sua juventude? Conte fatos marcantes. Na juventude novamente uma escada para atrapalhar mais uma vez a minha vida, pois todo colégio público que estudei tinha escadas várias vezes deixei de ir à escola pensando em como subir subiria a maldita escadas sem que percebessem que eu tinha um problema na perna cheguei a faltar muitas vezes a aulas ou até mesmo chegar atrasada de propósito para que quando chegasse os alunos já estivessem em sala de aula usava roupas largas e Compridas para esconder o problema na perna andava devagar e parecia que eu estava rebolando e com isso as meninas me esperavam na saída da escola dizendo que eu era metida que eu andava igual uma metida e eu jamais poderia revelar o meu segredo tinha que deixar elas achando que eu andava daquele jeito porque eu era metida e por isso devo ter repetido umas três vezes a sexta série só consegui concluir quando fui para uma escola supletiva que ainda bem não tinha escadas.
Como esta sendo sua vida hoje? Conte fatos marcantes. Já adulta conheci meu marido usava roupas largas e compridas fazendo o tipo social e várias vezes ele e as pessoas no meu trabalho perguntava porque o tão jovens lavar roupas que parecia de senhoras e dizia quero meu estilo que gostava da fazer o estilo social, e que não gostava de usar short curto e roupase apertada pois meu pai não deixava quando era jovem que me acostumei, essa foi uma história que inventei da minha cabeça.
ele veio a descobrir cinco anos depois de estamos morando juntos pois todas as nossa intimidades eram com as luzes apagadas e vários truques, e ele descobriu
porque fomos morar em uma casa que tinha uma maldita escada mais uma vez ela atrapalhando minha vida ou colocando um ponto final meu marido percebeu, um dia eu
dizia que estava cansada outro dia dizia que sapato estava apertando meus pés outro dia é porque eu tinha viajado horas em pé no ônibus até que esgotaram todas
as desculpas ele me perguntou direto você tem problema na perna? Deixa eu ver fica de frente! Hoje depois de ter superado uma infância inteira sem brincadeiras, 13 anos depois fui orientada pelos médicos a usar uma muleta pois a minha perna afetada pela paralisia infantil e também conhecida como poliomielite e deixaram mais fraca e levando muitas quedas e dores musculares problemas respiratório e insônia.
Em caso de duvida
sugestoesappolio@gmail.com