Daniela Dias Da Rocha Christiano Da Silva

 

Qual é seu nome?  Daniela Dias Da Rocha Christiano Da Silva
Em qual país, estado e cidade você nasceu? RIO DE JANEIRO – RJ – BRASIL
Como foi sua infância ? Conte fatos marcantes. “Eu nasci no RJ mas sempre passávamos férias aqui em SP com a família da minha mãe. Estávamos em férias quando eu tive uma febre altíssima. Como eu sofria com as amigdalites e tive histórico de convulsões por conta da febre alta, a orientação do pediatra era que se houvesse quadro de febre eu deveria ser medicada com dipirona IM. Desa forma quando houve a febre, minha mãe me levou a uma farmácia e eu tomei a injeção.
Ocorre que após um dia, meu pé esquerdo virou completamente para trás, de forma que o peito pé servia de apoio para caminhar, e eu tinha dores insuportáveis. Meus pais rapidamente procuraram o Hospital, no caso o Tatuapé pois aqui em SP era o mais próximos. Eles diagnosticaram como poliomielite. Mas eles não acreditaram no diagnóstico e procuraram um ortopedista que disse tratar-se de um erro do farmacÊutico ao aplicar a injeção IM que provavelmente atingira o nervo ciático.
Procurando uma segunda opinião procuraram o HC que disse tanto poderia ser a polio como o erro de aplicação.E que deveria me submeter a sessões de fisioterapia, colocaram um aparelho ortopédico, pois se fosse o erro farmacêutico, seria corrigido.
E se não voltasse ao normal, caracterizaria a poliomielite, que acabou se confirmando após 1 ano de tratamento.
VOltamos para o RJ e meu pai procurou um especialista da época, Dr, João Carlos Serra que fez a minha cirurgia e me acompanhou por 9 anos.
Fiquei com uma pequena sequela no pé esquerdo, cuja movimentação é limitada, mas me permite uma vida que eu considerava normal.
Como foi sua juventude? Conte fatos marcantes. Não tive grandes dificuldades na adolescência, pois apesar das pessoas terem um certo preconceito e as brincadeirinhas e apelidos chegarem, eu sempre levei na brincadeira e não se estendeu.
Como esta sendo sua vida hoje? Conte fatos marcantes. “Hoje tenho tido muitas dificuldades, pois após o casamento e 3 gestações, sendo a última gemelar, fiquei bastante gorda e isso prejudicou muito a minha mobilidade e o meu pé sequelado sofreu bastante. Identifiquei num exame vascular que tenho entupimento dos vasos linfáticos desse é e que era devido a cirurgia.
Fiz uma bariátrica há dois anos e achei que isso resolveria a fadiga constante que sinto há uns cinco anos, mas não ajudo em nada. Emagreci aproximadamente 50kg e continuo assim. Fui diagnosticada com depressão e procurei apoio psicológico onde conheci a SPP. E tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis que me apresentaram esse site sobre a SPP e me identifiquei imediatamente em alguns sintomas. Por isso agora estou buscando todas as informações e um diagnóstico para identificar se já desenvolvi a SPP ou não. ”
 Em caso de duvida
sugestoesappolio@gmail.com